Em 1941, Getúlio Vargas assinou o decreto para a criação da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). Era o pontapé inicial do nosso processo de industrialização, que se multiplicaria intensamente nos anos seguintes. A partir daquele momento, nossas terras tupiniquins passaram a ser capazes de produzir ligas de aço e ferro em quantidades suficientes para a construção de nossos trilhos e ferrovias. Essa autossuficiência também foi fundamental para o Brasil começar a surfar na onda da exportação, que chegaria a mais de 100 países. E não vamos parar por aí.  Química: #365DiasComVc

📷: Wikimedia Commons